quinta-feira, 19 de julho de 2012

E depois do dilúvio... o inferno!




Há pouco mais de dois anos tivemos as cheias. Agora é o fogo que destrói esta ilha. :(
E tantas pessoas que, de um momento para o outro, ficaram sem casa, sem pertences, sem nada. :(
E continua-se a não dar importância a medidas de prevenção que deveriam existir para evitar que tragédias destas acontecessem...
É triste...! :(

10 comentários:

Cristina disse...

É muito triste perder tudo de um momento para o outro. E agora é uma boa altura para, no resto do país, se limparem matas e terrenos antes que haja mais incêndios, porque todos os anos isto se repete, infelizmente.
Um abraço.

Papinha Doce disse...

Pois é, estas situações são muito tistes e terriveis, principalmente para quem as enfrenta.
Beijinho

Belinha disse...

Para quem está longe custa bastante assistir a estas imagens... Para quem as vive de perto deve ser um horror...
Beijinhos
Belinha
Mundo das Receitas
http://mundodasreceitas.blogspot.pt/

Flor disse...

Um horror! Tanto dinheiro mal gasto e o governo não se lembrou de adquirir meios aéreos para combate aos incendios. Uma vergonha!

Duxa disse...

Foi terrivel, pode acontecer a qualquer um de nós.
É lamentável não disponibilizarem mais meios para acudir a estas catástrofes.
Um abraço.

Alcina disse...

Essas imagens são na verdade terrificas, não deve haver nada pior que o terror de ver os seus pertences queimados, a vida em perigo e ficar sem nada!!!

Moranguetes disse...

Olá amiguinha !
Fiquei chocada... Gastam tanto dinheiro e para isto nunca existem os meios necessários...
Um beijinho para ti.

Moranguetes disse...

Olá amiguinha !
Fiquei chocada... Gastam tanto dinheiro e para isto nunca existem os meios necessários...
Um beijinho para ti.

Joana disse...

Boa noite...
Realmente é muito azar... As cheias foi uma coisa horrivel e eu assisti de longe, imagino a aflição de quem está aí de perto!
As fotografias de hoje são igualmente arrepiantes!
Um beijinho

MP disse...

Quando vi as imagens até me apeteceu chorar. Adoro a Madeira e tenho bons amigos lá (o meu cunhado é madeirense da zona da Calheta)é uma preocupação constante.
Espero que consigam ultrapassar todo este horror e que alguma coisa seja feita para apanhar os responsáveis por isto! Que não seja uma vez mais apanhar para depois largar...
Quem conhece a Madeira e a beleza que tem cada canto dessa ilha, sente uma aperto terrível no coração!
Margarida